Plantão Policial MG

Seu site de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Rede Gerais





sexta-feira, 4 de setembro de 2015

0 Entidades representativas, Deputado Subtenente Gonzaga, policiais e bombeiros discutem lei previdenciária

“A Previdência que temos e a que queremos. Reagir antes que seja tarde”, esse foi o tema do debate sobre a Previdência dos Militares, no Salão Social da Aspra, na manhã desta sexta-feira (04).


O debate contou com a presença da Comissão que elaborou a proposta sobre a Lei Previdenciária, foi presidida pelo coronel Adeli Sílvio Luiz e os representantes das entidades de classe, Sgt Bahia presidente da Aspra, Sgt Alexandre Ascobom, Cb Coelho presidente do CSCS, TenCel Cirilo presidente da AOPM, Cel Cesar presidente da UMMG, Cel Sálvio do IPSM, Cel Piccinnini presidente do COPM e Cel William representando a Polícia Militar de Minas Gerais.

O deputado federal Subtenente Gonzaga explanou sobre o atual momento previdenciário e de assistência à saúde dos policiais e bombeiros militares e pensionistas. “É hora de agir. Se deixarmos o Governo agir primeiro, teremos sérios riscos de perdas na aposentadoria, pensão e saúde. Vamos nos preparar para a luta, pois para defender nossa previdência vale uma guerra”.

O Cel Zeder vice-presidente da UMMG, disse que tem 27 anos de inatividade e a situação da previdência do militar estadual é preocupante e que apoia a luta pelos direitos previdenciários.

O presidente da Ascobom, Alexandre Rodrigues, apoiando a causa disse "que o futuro é agora, temos que discutir sobre nossa previdência e nosso sistema de saúde. Em São Paulo o policial militar perde por volta de 51% de seus vencimentos quando vai para a inatividade. Policial e bombeiro militar, acreditem nas entidades de classe e em nossos deputados, policiais de outros estados não tem o privilégio de ter os parlamentares que temos".


Representando o comando da PMMG, o Cel Willian Soares falou em defesa à lei previdenciária, ressaltando “que a proposta é de interesse de todos e que não há nenhum movimento por porte do Comando que queira restringir os direitos conquistados, e qualquer proposta por parte do governo, as entidades de classe serão ouvidas."

Em suas falas, O Ten Cel Cirilo presidente da AOPM e Cb Coelho presidente do CSCS, disseram que o tema é polêmico e vital para a classe, mas defenderam que talvez esse não seja o momento adequado de discutir com o governo.

No final das discussões, o deputado Subtenente Gonzaga sugeriu a retomada urgente de uma agenda entre o IPSM, Polícia Militar, Corpo de Bombeiro e diretores de entidades de classe com o governo do estado.


Entrevista Com Deputado Subten Gonzaga (PDT)

Plantão Policial MG
- Deputado, qual o histórico da comissão encarregada na elaboração do anteprojeto da previdência?

Dep. Subten Gonzaga - Em julho de 2010, a ASPRA, a UMMG e a AOPM realizaram um seminário para aprofundar o diagnóstico, principalmente dos riscos de serem alterados os atuais parâmetros da previdência. Em seguida, em 2013, por reivindicação das entidades de classe foi instituída uma Comissão conjunta entre entidades de classe e instituições Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e IPSM, que produziram o anteprojeto já apreciado pelo alto comando da PMMG e CBMG.

Plantão Policial MG - Qual o balanço do debate de hoje?

Dep. Subten Gonzaga - Muito positivo! Todas as entidades de classe compareceram e vários policiais e bombeiros marcaram presença, além da grande mobilização através das redes sociais. É preciso continuarmos a discussão, criando uma agenda entre o IPSM, Polícia Militar, Corpo de Bombeiro e diretores de entidades de classe com o governo do estado. O evento foi um sucesso!

Sobre o autor:

Site Dedicado aos profissionais de Segurança Pública
Previous Page Next Page Home

Regras Comentário: Não serão aceitos comentários que contenham palavrões, ofensas pessoais ou expressões que tenham por intuito ridicularizar outros leitores

0 comentários: