Plantão Policial MG

Seu site de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Rede Gerais





segunda-feira, 25 de maio de 2015

0 'Poderia ter sido meu policial morto', diz delegado sobre crime em MG

Vídeo de tentativa de assalto em Uberlândia circula na web.
Vítima reagiu e matou ladrão; um está preso e outros são procurados.




O delegado-chefe do 9º Departamento de Polícia Civil de Uberlândia, Samuel Barreto, falou à imprensa na manhã desta quinta-feira (21) sobre a ocorrência de tentativa de assalto registrada na casa de um policial civil, na última semana. Um vídeo circula na internet mostrando a ação, que terminou com a morte de um dos criminosos. Segundo Barreto, o policial teria agido em legítima defesa dele, da esposa e do patrimônio.
“Nós entendemos que naquelas circunstâncias, se ele não atirasse, poderia ter sido meu policial morto agora. A gente orienta que nenhuma vítima reaja a assaltos, mas ele não foi uma vítima qualquer. A vítima é um policial preparado e tem habilidades para manuseio de arma de fogo”, ressaltou o delegado-chefe.
O inquérito tem até esta sexta-feira (22) para ser concluído e remetido ao Judiciário, da mesma forma que também será instaurado um procedimento administrativo para apurar se houve algum abuso ou transgressão disciplinar por parte do policial. 
Barreto ainda frisou que o criminoso estava armado e também atirou em direção ao policial, que teria se defendido. "Pelo vídeo que circula na internet é possível vê-lo efetuando quatro disparos de arma de fogo contra o policial e a esposa dele, dentro da garagem. Ele é um policial de 25 anos de carreira e extremamente dedicado", acrescentou.
Suspeito baleado e morto por policial em Uberlândia tinha várias passagens por roubo à residência
(Foto: Caroline Aleixo/G1)

Suspeitos
O criminoso baleado era Eliseu Santos Paulo, de 32 anos, e morreu na Unidade de Atendimento Integrado (UAI) o Bairro Pampulha. De acordo com informações da polícia, ele tinha várias passagens por furto e roubo à residência e havia sido preso em dezembro do ano passado, pelo mesmo crime. O segundo suspeito tem 18 anos e é apontado como comparsa de Eliseu. Ele também havia sido preso no fim do ano passado e solto, junto com o comparsa, em fevereiro deste ano. 

Outros dois suspeitos que também participaram do crime já foram identificados pela polícia, têm passagens, mas permanecem foragidos. Os nomes não foram divulgados para não atrapalhar as investigações. 
Delegado-chefe de Uberlândia, Samuel Barreto
diz que policial era peraprado
(Foto: Caroline Aleixo/G1)
O crime
A ocorrência foi registrada na última quinta-feira (14), por volta das 21h. Embora no Boletim de Ocorrência (BO) conste o registro no Bairro Jardim Patrícia, o delegado-chefe informou ter sido no Vigilato Pereira.

Segundo o BO, o policial, percebendo o risco de morte que ele e a mulher estavam submetidos, usou a arma que tinha para se defender, uma pistola calibre 380. Ele relatou à polícia que chegou a disparar contra o criminoso armado e que o ladrão revidou com quatro disparos. O casal não se feriu.
No relato, ele disse ainda que o trio fugiu do local em um veículo de cor prata sentido  Bairro Lagoinha. Após o fato, a Polícia Militar foi acionada e realizou rastreamentos na região.
Os policiais realizaram bloqueio nas proximidades da UAI do Bairro Pampulha e viram o momento que o ladrão baleado, que estava com os outros suspeitos, deu entrada na unidade. Quando a polícia entrou na UAI, os dois acompanhantes do baleado fugiram correndo. Um deles foi detido e os demais conseguiram fugir.
Próximo ao carro da quadrilha, a polícia apreendeu um revólver calibre 38, com numeração raspada, além de quatro cartuchos deflagrados. Além da arma, o veículo utilizado na tentativa de assalto também foi apreendido.
O carro usado no crime foi apreendido. Já a arma do policial foi recolhida e ele compareceu à Delegacia de Plantão da Polícia Civil para dar esclarecimentos.
Arma usada em tentativa de assalto à casa de policial em Uberlândia foi apreendida (Foto: Caroline Aleixo/G1)
G1

Sobre o autor:

Site Dedicado aos profissionais de Segurança Pública
Previous Page Next Page Home

Regras Comentário: Não serão aceitos comentários que contenham palavrões, ofensas pessoais ou expressões que tenham por intuito ridicularizar outros leitores

0 comentários: