Plantão Policial MG

Seu site de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Rede Gerais





segunda-feira, 23 de março de 2015

0 PERICULOSIDADE NO ALVO, PLANTÕES REGIONALIZADOS NA MIRA por Sgt Leonardo


Em um clima bastante descontraído, nessa semana fomos recebidos pelo Deputado Sargento Rodrigues em seu gabinete para uma entrevista. Dentre diversos assuntos, destaco a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 15/2015, que trata da gratificação de risco (periculosidade).

Essa proposição pretende assegurar direito ao adicional de periculosidade, aos Policiais e Bombeiros Militares e aos Policiais Civis. Nas últimas semanas foi ventilado em redes sociais sobre essas perdas de direito, mas o deputado Sgt Rodrigues foi categórico em afirmar que a classe não perderá nenhum direito conquistado.

O mais importante é que essa PEC englobará todos os militares que se enquadram na categoria, sem distinção de militares da ativa ou da reserva, como também os integrantes da Polícia Civil, sem distinção de ativos ou inativos.

Na última terça (17) foi eleito pela comissão especial que analisará a PEC, o deputado CELINHO DO SINTTROCEL como Vice-Presidente e designado relator da matéria. Como em 2015 não devemos ter mais aumento, excetuando os 15% de abril, esse adicional é solução para termos entre 10% a 40% acrescidos em nossos rendimentos. Portanto, o relator que emitirá parecer sobre esse abono, o deputado Celinho do Sinttrocel ficará no centro das atenções dos servidores da segurança pública. Para conhecimento, o email do referido parlamentar é: dep.celinho.do.sinttrocel@almg.gov.br e o telefone do gabinete: (31) 2108-5905.

Pra quem sabe ler, um pingo é letra!

Plantões Regionalizados
Como ampliação do debate sobre a lavratura do TCO em circunstâncias especiais pela PM, em razão do grave problema dos Plantões Regionalizados, o deputado Cabo Júlio almoçou nessa semana com os  representantes do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de Minas Gerais (Sindepominas). Como solução a PM quer a implantação do ciclo completo de polícia e a delegados da PC, não querem perder a exclusividade da prerrogativa e entendem que reestruturando a corporação resolve-se a demanda. Nessa briga, os policiais militares que ficam horas tentando encerrar ocorrência são prejudicados, mas a principal vítima dessa pendenga são as comunidades das cidades do interior mineiro que ficam sem policiamento nesse ínterim.

Como diz o ditado popular: “Quando a carroça anda é que as melancias se ajeitam.”

Brasília
O Deputado Federal Subten Gonzaga tem sido destaque na Câmara como principal defensor da classe policial. Ele é o autor do PL 7.645 que extingue a pena de prisão administrativa para policiais e bombeiros militares do país, da PEC 431 que dá competência a todas as policiais de exercerem o ciclo completo de polícia, a PL 8125 que cria os tipos penais de resistência à ação policial, desobediência à ordem policial e de desacato à autoridade policial, dentre outros que tem buscado resgatar a autoridade policial. 

Outro da bancada da segurança pública que tem destacado é o Deputado Capitão Augusto/SP que foi eleito vice-presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO) e também relator da Pec da desmilitarização das polícias militares.


Quem dava como certo a desmilitarização ponha as barbas de molho, a bancada da segurança pública está armada até os dentes...


Leonardo Moreira é Sargento da Polícia Militar de Minas Gerais, Criador e editor do Plantão Policial MG.

* Os artigos assinados pelos colunistas são de inteira responsabilidade dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião do jornal. O Plantão Policial MG, democraticamente, abre esse espaço para que os colunistas tenham total liberdade para exporem suas opiniões nos textos sem nenhum tipo de censura. Os textos são pessoais e cada colunista escolhe o assunto que achar interessante, sendo responsável por eles. 

Sobre o autor:

Site Dedicado aos profissionais de Segurança Pública
Previous Page Next Page Home

Regras Comentário: Não serão aceitos comentários que contenham palavrões, ofensas pessoais ou expressões que tenham por intuito ridicularizar outros leitores

0 comentários: