Plantão Policial MG

Seu site de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Rede Gerais





segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

0 35 Anos de Fundação do PT (Óbito)



É natural que numa data como essa haja uma reflexão sobre a história, os personagens principais e principalmente sobre os feitos do Partido dos Trabalhadores. Poderíamos nesta data estar festejando a história de um dos maiores partidos da história política do Brasil.

Entretanto, não há o que comemorar. E não me venha com o discurso que não deveríamos nos ater aos fatos recentes para qualificar ou desqualificar o valor do partido.

O Partido dos Trabalhadores já contribuiu com a democracia brasileira. Já contribuiu para a ampliação da participação do povo na política brasileira. Já contribuiu para a aquisição e ampliação de direitos das minorias. Já contribuiu para o crescimento da esquerda no cenário nacional. Enfim, já o PT já deu o que tinha que dar.

Não há como negar que o metalúrgico e sindicalista Lula tornou-se um dos maiores ícones da política nacional. É um estadista! Agregado a ele há outros homens e mulheres que fizeram de um sonho uma realidade. Luiz Inácio Lula da Silva se tornou um exemplo de perseverança e luta em busca de um ideal. Mostrou que o trabalhador é capaz de racionalizar seus sentimentos em busca de seus objetivos. 


Parabéns e obrigado a você Lula, o seu tempo acabou!


Contudo, parte desses homens e mulheres tornou essa realidade num pesadelo! O ideal de dar voz ao povo, de construir uma nação mais democrática e de inserir a minoria na agenda política não foi suficiente para aplacar a mesquinhez humana e a pior da herança política nacional: o interesse particular sobrepondo o público. Foi aqui que o PT e seus representantes se perderam. O poder corrompeu os ideais e sonhos de outrora!


Hoje a estrela do PT é a corrupção! 


A estrela não brilha mais; o vermelho não representa mais o socialismo e a vanguarda política; mas a cor da vergonha! Dentre a miríade de corrupções não há como esquecer dos casos: Celso Daniel, as irregularidades no Fome Zero, a ineficiência dos PACs, do assistencialismo bolsistas, do Mensalão e Mensalinho, o Valerioduto, escândalo Daniel Dantas, Operação Sanguessuga e por último e mais grave de todas a corrupção na maior companhia brasileira: Petrobrás.

O PT poderia nos conceder nesta data algo o que comemorar: o seu fim. Não basta reinventar! Sei que o fim do partido não implicaria no fim do homem mau, do corrupto e do mau caráter! Mas seria o ato suficiente para voltarmos a sonhar, nem que seja novamente por um breve momento! Também não significaria que seria o fim dos problemas políticos e de corrupção no Brasil, mas seria o fim de uma era, que chega ao seu fim de forma tenebrosa.

Nunca fui petista. Nunca fui militante. Nunca fui de esquerda. Mas por longo tempo sonhei com o PT. Sonhei com Lula na presidência. Votei e confiei naqueles que me fizeram sonhar! Mas o sonho acabou! E por fim, o que nos resta agora é o fim desse partido que não conseguiu fazer diferente dos outros e aquilo que condenamos: a corrupção!

Parabéns Partidos dos Trabalhadores sua história chegou ao fim!




Raul Nogueira - Policial Militar - Graduado em História e Especialista em Políticas Públicas (UFMG). Professor do Ensino Superior EFSd / PMMG e do Ensino Fundamental na Escola Particular Maria Clara Machado/Ribeirão das Neves. E emocionalmente um Poeta."   Email: nogstory@hotmail.com 

 * Os artigos assinados pelos colunistas são de inteira responsabilidade dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião do jornal. O Plantão Policial MG, democraticamente, abre esse espaço para que os colunistas tenham total liberdade para exporem suas opiniões nos textos sem nenhum tipo de censura. Os textos são pessoais e cada colunista escolhe o assunto que achar interessante, sendo responsável por eles. 


Sobre o autor:

Site Dedicado aos profissionais de Segurança Pública
Previous Page Next Page Home

Regras Comentário: Não serão aceitos comentários que contenham palavrões, ofensas pessoais ou expressões que tenham por intuito ridicularizar outros leitores

0 comentários: