Plantão Policial MG

Seu site de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Rede Gerais





terça-feira, 2 de dezembro de 2014

0 Pimentel anuncia futuro Secretário de Defesa Social

Deputado Bernardo Santana (PR) vai assumir pasta da Defesa Social. Governador eleito divulgou o nome em evento de delegados da Polícia Civil.


O governador eleito de Minas Gerais Fernando Pimentel (PT) anunciou nesta segunda-feira (1) que o deputado federal Bernardo Santana de Vasconcellos (PR) será o secretário de estado de Defesa Social a partir do dia 1º de janeiro de 2015. Este é o primeiro nome do secretariado a ser divulgado por Pimentel.

O anúncio foi feito durante um evento realizado por delegados da Polícia Civil de Minas Gerais. Fernando Pimentel foi convidado para participar da confraternização.

Novo secretário
Bernardo Santana de Vasconcelos é advogado e foi eleito deputado federal em 2010. Casado e pai de três filhos, ele é hoje o líder do PR na Câmara dos Deputados. Antes de seguir carreira política, foi diretor da empresa 2V Agropecuária e do Grupo Rima que produz e comercializa ligas à base de silício. Vasconcelos também foi presidente da Associação Mineira de Silvicultura (AMS), entidade que representa empresas que investem em florestas plantadas em Minas Gerais.

O deputado não disputou a reeleição alegando problemas de saúde. Apesar de ter apoiado Fernando Pimentel (PT) nas eleições em Minas, manifestou apoio a Aécio Neves (PSDB) na corrida presidencial ao invés de Dilma Rousseff (PT), contrariando determinação do seu partido. Em abril, ele chegou a participar do movimento "Volta Lula" que reivindicava o retorno do ex-presidente ao Palácio do Planalto.

Bernardo Santana de Vasconcelos Santana chegou a ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal por crime tributário. Ele foi acusado de falsificar notas fiscais, mas a ação foi julgada improcedente em setembro deste ano.

com informações G1

Sobre o autor:

Site Dedicado aos profissionais de Segurança Pública
Previous Page Next Page Home

Regras Comentário: Não serão aceitos comentários que contenham palavrões, ofensas pessoais ou expressões que tenham por intuito ridicularizar outros leitores

0 comentários: