Plantão Policial MG

Seu site de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Rede Gerais





sexta-feira, 4 de julho de 2014

0 Suicídio: quem protegerá o policial?




Suicídio é o ato de tirar a própria vida intencionalmente. O comportamento suicida trata-se de qualquer ação que possa levar uma pessoa a morrer por meio de um acidente, de uma overdose de drogas, de se jogar de um viaduto ou mesmo efetuar um tiro na própria cabeça.


No Brasil há aproximadamente 25 mil tentativas de suicídio ao ano, e cerca de 1.250 chegam ao óbito. Estamos entre os 10 países que mais ocorrem esse tipo de ocorrência. Aqui ocorre em média um suicídio por hora. 


O risco de suicídio aumenta de acordo com o número de tentativas e também está associado a intervalos de tempo menores entre essas tentativas. O óbito ocorre mais entre os homens de meia idade, entre 30 a 50 anos. Contudo, as tentativas maiores são entre as mulheres. O método mais utilizado é a ingestão de medicamentos / veneno. Segundo a literatura médica, 60% dos suicidas procuram ajuda médica antes de se matar.


Uma pesquisa feita na Inglaterra mostrava que a profissão de policial era a segunda que mais causava stress naquele país, perdendo apenas para os mineradores. Imagine se essa pesquisa fosse realizada aqui no Brasil?


A incidência de suicídio em instituições militares é significativamente mais elevada em relação à população em geral. Segundo a Revista Veja (agosto/99), a taxa de suicídio entre os PMs do Brasil é sete vezes maior do que entre os não-policiais.


Há uma incidência de suicídios nas graduações mais baixas da corporação, isto é entre soldados e sargentos. Em sua maior parte com menos de 10 anos de serviço. A idealização do policial militar como um super-herói, um ser perfeito, sem faltas, pode contribuir para gerar conflitos intra e interpessoais, que culminam no suicídio. Os distúrbios mentais e a ocorrência de depressão em policiais são geralmente invisíveis para a instituição.


"O desespero que leva o ser humano a tirar a própria vida mata mais policiais do que as operações de combate ao crime. As causas convergem para um ponto comum de pressão excessiva e ambiente de trabalho sem boas perspectivas de melhoria."



O sociólogo Émile Durkheim (1858-1917) demonstrou que o suicídio é a expressão mais grave de fracasso de uma comunidade e que raramente pode ser explicado por uma razão única. Ainda que seja errado apontar para responsabilidades individuais, a tragédia chegou a um nível muito grande, o que cobra uma resposta de cada parcela do Estado brasileiro que convive com esse drama. Afinal, o policial militar tem como função proteger e guardar o cidadão contra os males sociais. Mas quem protegerá o policial contra seus próprios males?



Raul Nogueira - 1º Sgt Policia Militar - Graduado em História e Especialista em Políticas Públicas (UFMG). Professor do Ensino Superior EFSd / PMMG e do Ensino Fundamental na Escola Particular Maria Clara Machado/Ribeirão das Neves. E emocionalmente um Poeta."   Email: nogstory@hotmail.com 


 * Os artigos assinados pelos colunistas são de inteira responsabilidade dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião do jornal. O Plantão Policial MG, democraticamente, abre esse espaço para que os colunistas tenham total liberdade para exporem suas opiniões nos textos sem nenhum tipo de censura. Os textos são pessoais e cada colunista escolhe o assunto que achar interessante, sendo responsável por eles. 


Sobre o autor:

Site Dedicado aos profissionais de Segurança Pública
Previous Page Next Page Home

Regras Comentário: Não serão aceitos comentários que contenham palavrões, ofensas pessoais ou expressões que tenham por intuito ridicularizar outros leitores

0 comentários: