Plantão Policial MG

Seu site de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Rede Gerais





terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

4 TIFICAÇÃO DO ASSÉDIO MORAL COMO TRANSGRESSÃO CONTRA O DECORO DA CLASSE E A HONRA PESSOAL




Policiais e Bombeiros Militares admitem serem assediados, e rejeitam a tipificação do assedio moral 

Passados mais de 15 (quinze) dias, e apesar do esforço concentrado para divulgar e difundir a petição online contra o assedio moral, tristemente, "por motivos inexplicáveis," os policiais e bombeiros militares, talvez por desconhecerem a importância da mobilização política na defesa de seus direitos e garantias fundamentais, não aderiram e muito menos assinaram a petição. 

E vergonhosamente, somente 83 assinaram a petição, mas centenas que acessaram e que clicaram em curtir a petição, não assinaram, nem compartilharam com seus contatos e amigos. O resumo abaixo, demonstra a indisposição ou até a rejeição da proposta que seria encaminhada à Assembleia Legislativa de Minas Gerais, para tipificação do ASSEDIO MORAL na Polícia e Corpo de Bombeiros Militares, como transgressão de natureza grave, no Código de Ética e Disciplina dos Militares. Mesmo todos os dias solitariamente compartilhando a petição nas rede sociais, principalmente no facebook, e encaminhado a blogueiros conhecidos entre os policiais e bombeiros militares, e que se dizem defensores e que lutam pela classe, um ou outro atendeu nosso apelo para publicação no seu blog, outros sequer nos responderam, e depois ainda insistem em manter um canal de interação, comunicação e informação sobre segurança pública, mas não assumem o ônus da atividade, que deixa de ser meramente comunicativa e constitui-se em canal de luta e defesa dos direitos e interesses dos policiais e bombeiros militares. 

Assim, manteremos a petição no ar, por mais 15 (quinze) dias, em homenagem e respeito aos 83 cidadãos que assinaram, findo o qual se não atingirmos o recolhimento das 10.000 (dez mil) assinaturas, encerraremos o trabalho. 

Obrigado a todos, que compreenderam a gravidade do problema, que parece que só acontece com os outros, mas nunca se sabe quando o superior perverso irá cruzar nosso caminho, e nos tornarmos a próxima vítima de ASSEDIO MORAL.

NÃO VAMOS MAIS PEDIR, IMPLORAR, OU COMPARTILHAR MAIS A PETIÇÃO. "JÁ QUE NÃO QUEREM LUTAR JUNTOS, QUE CADA UM LUTE SOZINHO, QUANDO ESTIVER SENDO ASSEDIADO MORALMENTE". PARECE QUE ESTAMOS VIVENDO O CADA UM POR SI, E O SALVE-SE QUEM PUDER! E QUEM SAIR POR ÚLTIMO APAGUE A LUZ! A ESCOLHA É DE CADA UM!! 

Um fraterno abraço.

José Luiz Barbosa, Sgt PM - RR * Presidente da Associação Mineira de Defesa e Promoção da Cidadania e Dignidade, ativista de direitos e garantias fundamentais, membro da Comissão do Código de Ética e Disciplina dos Militares e do anteprojeto do Estatuto, bacharel em direito e pós graduando em ciências penais. 

* Os artigos assinados pelos colunistas são de inteira responsabilidade dos autores e não reflete, necessariamente, a opinião do jornal. O Plantão Policial MG, democraticamente, abre esse espaço para que os colunistas tenham total liberdade para exporem suas opiniões nos textos sem nenhum tipo de censura. Os textos são pessoais e cada colunista escolhe o assunto que achar interessante, sendo responsável por eles. 

Sobre o autor:

Site Dedicado aos profissionais de Segurança Pública
Previous Page Next Page Home

Regras Comentário: Não serão aceitos comentários que contenham palavrões, ofensas pessoais ou expressões que tenham por intuito ridicularizar outros leitores

4 comentários:

  1. Não peça, não implore. Eduque, conscientize.

    ResponderExcluir
  2. cadê a petição??
    Se não divulgar não tem como os militares assinarem, tenho certeza que assim como eu muita gente não sabe dessa petição.
    VAMOS DIVULGAR...

    ResponderExcluir