Plantão Policial MG

Seu site de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Rede Gerais





sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

0 Rio de Janeiro - Clima tenso em manifestação contra o aumento de passagens





Cerca de 200 manifestantes entraram em conflito com a Polícia Militar na Central do Brasil, no Rio de Janeiro, no início da noite desta quinta-feira (6). Segundo o portal G1, houve quebra-quebra e quase todas as catracas da Central foram quebradas. A PM teria jogado gás de pimenta e bombas de gás lacrimogênio dentro da estação para conter os manifestantes. Crianças e idosos também estavam no local, e um cinegrafista da Rede Bandeirantes foi ferido na cabeça e levado para o hospital, segundo a Globo News.



Os ativistas, que iniciaram um protesto pacífico com cerca de mil pessoas às 18h20 na Calendária, no centro da capital fluminense, reivindicam a anulação do aumento das passagens de ônibus municipais para R$ 3,00, medida que deve entrar em vigor neste sábado (8). A passeata seguiu pela Avenida Presidente Vargas, que teve as pistas lateral e central interditadas, com cordões da Polícia Militar acompanhando os manifestantes dos dois lados.

Em torno das 19h10, o protesto chegou à Central do Brasil, onde o confronto teve início. Pedras também foram atiradas. O clima continuava tenso até às 20h20 desta quinta-feira (6). Às 20h40, a Supervia, empresa que é responsável pelo transporte urbano no Rio, informou que o funcionamento da Central do Brasil já havia sido normalizado. Porém, barricadas e incêndios impediam a circulação na praça Cristiano Otoni, nos arredores da estação. Segundo o G1, cenário era "de guerra".
Segundo a rádio CBN, pelo menos 18 pessoas foram detidas pela Polícia Militar do Rio de Janeiro.
 

Sobre o autor:

Site Dedicado aos profissionais de Segurança Pública
Previous Page Next Page Home

Regras Comentário: Não serão aceitos comentários que contenham palavrões, ofensas pessoais ou expressões que tenham por intuito ridicularizar outros leitores

0 comentários: