Plantão Policial MG

Seu site de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Rede Gerais





quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

0 Paralização dos Policiais Federais em MG


Após uma assembleia realizada na manhã desta quarta-feira (5) pelo Sindicato dos Policiais Federais de Minas Gerais, a categoria decidiu, por voto unânime de seus membros, pelo estado de greve em Belo Horizonte. O objetivo é denunciar as mazelas da Polícia Federal e reivindicar por melhores condições de trabalho.


No entanto, a paralisação só será formalizada após o resultado das assembleias de outras cidades do Estado que também sediam a Polícia Federal: Juiz de Fora, Varginha, Divinópolis, Uberaba, Uberlândia, Montes Claros e Governador Valadares.

De acordo com a assessoria do sindicato, já nesta sexta-feira (7) uma manifestação está marcada para acontecer na frente da Superintendência da Polícia Federal, às 8h. Se trata de um "algemaço", onde os policiais irão usar algemas em um ato simbólico para revindicar melhorias.

A Assembléia Geral Extraordinária desta quarta, foi anunciada pela página do sindicato na internet, e pautada por duas questões: a votação para a aprovação do Calendário de Mobilização pela Reestruturação Salarial e a definição da agenda política parlamentar.

Nacional
O ato é nacional e organizado pela Federação Nacional dos Policiais Federais. Um dos fatores que determinaram o estado de greve foram as demissões voluntárias de mais de 100 policiais por causa dos baixos salários e porque, mesmo com curso superior, eram considerados de ensino médio, segundo o órgão.

O diretor de Estratégia Sindical da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), José Carlos Nedel, informou que os atos serão mais intensos do que as paralisações comuns. "Não estão sendo planejadas simples paralisações, pois queremos verdadeiras campanhas de conscientização da sociedade.

 Sempre buscamos o debate com o Governo Federal, mas a situação se tornou insuportável, pois somos os únicos servidores públicos da história do Brasil com sete anos de congelamento salarial, e é evidente que a Polícia Federal está sendo sucateada como forma de castigo pelas operações que fez”, disse.

O calendário de paralisações, citado na assembleia desta quarta, será gradativo. Segundo a Fenapef, já está sendo planejado o direcionamento político de todos os atos públicos, assim como as campanhas de denúncias que apontarão o descaso e falhas gerenciais nas políticas federais relacionadas à segurança pública em todo o país.

Plantão com Portal O Tempo
 

Sobre o autor:

Site Dedicado aos profissionais de Segurança Pública
Previous Page Next Page Home

Regras Comentário: Não serão aceitos comentários que contenham palavrões, ofensas pessoais ou expressões que tenham por intuito ridicularizar outros leitores

0 comentários: