Plantão Policial MG

Seu site de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Rede Gerais





quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

0 Brasília - Pm não aceita proposta de reajuste apresentada pelo governo

Os Policiais Militares e Bombeiros do Distrito Federal rejeitaram a proposta de aumento de benefícios apresentada pelo governador Agnelo Queiroz (PT) na última sexta-feira (14). A principal crítica é de que o governo não apresentou reajuste salarial e a mudança nos benefícios privilegia os oficiais da corporação.

Os policiais se reuniram na manhã de hoje em uma praça em frente ao Palácio do Buriti, sede do governo local. Por mais de uma hora, discutiram a proposta e decidiram rejeitá-la para apresentar uma contraproposta ao governo, que ainda está sendo analisada.

Na semana passada, o GDF propôs um reajuste na tabela do auxílio-moradia ao longo de três anos, começando em setembro. Dependendo da remuneração do policial, ele poderá receber de R$ 365 a R$ 1,2 mil por ano. O teto do benefício, que não era reajustado desde 2002, poderá chegar a R$3,6 mil até 2016. Os soldados reclamam que o aumento não é escalonado e privilegia os oficiais.

O governo propôs ainda R$ 200 de aumento para o auxílio-alimentação a partir de julho, passando de R$ 650 para R$ 850. De acordo com o GDF, os reajustes representam 22% de acréscimo nos vencimentos dos policiais até 2016.

Na noite de ontem, o governo chegou a fazer uma nova proposta, em que anteciparia o aumento do vale-refeição de julho para maio e aguardaria um plano de reestruturação da carreira proposto pela própria PM até julho. No entanto, os policiais também não aceitaram a nova sugestão.

As categorias reivindicam uma reestruturação da carreira e um reajuste real no salário. No entanto, os vencimentos mensais são pagos com recursos do governo federal, e qualquer reajuste deste tipo teria que ser aprovado pelo Congresso Nacional. Desde o ano passado, o governo federal tem vetado qualquer reajuste para categorias de servidores por representarem grande impacto nas contas públicas.

O governo do DF ainda não se pronunciou sobre a rejeição da proposta. Pessoas ligadas ao governo afirmam que os PMs já apresentaram uma nova sugestão que será analisada pelo governador e secretários.

Plantão com agencia Estadão

Sobre o autor:

Site Dedicado aos profissionais de Segurança Pública
Previous Page Next Page Home

Regras Comentário: Não serão aceitos comentários que contenham palavrões, ofensas pessoais ou expressões que tenham por intuito ridicularizar outros leitores

0 comentários: